Categorias
Poesias

Senti-dor

Hoje a terapia fez sentido.
Desejoso,
tesudo,
sereno;
saquei que
mãe, pai… ta on
Mas eu,
indivi-duo
dividi-do
to também…

Hoje a terapia fez sentir-dó.
Vulnerável,
cindido, mas
forte!
senti mandando um salve
ao estranho vazio familiar
que habita em mim…
Dotado de fantasias inocentes
cogitei secretamente
a alta da minha psicóloga…
Logo eu
que já derramei um mar pela bolota do zói…
firmão, muleke!
Bora pra ringue!
Mas aí…

Hoje o dia fez sentir-dor .
Mamãe e papei, seguem on,
mas o cobertor de concreto retorcido
sobre o corpo de bebês
na Palestina ou Síria
tirou a brisa do meu unheimlich;
A Ditadura escravagista na República Democrática Congo
me acertou mortalmente feito uma coronhada de fogo
sob o rosto suspeito de um motoboy…
envenenou minha corrente sanguínea
feito mercúrio que mata os rios Yanomami

Hoje o dia se fez sem sentido
Em meio à carência de alternativas
perspectivas
iniciativas
coma mortal das forças canhotas,
capotam
análises
sobre fratricídios
e patricinhas
de BBB

mas mae e pai ta on…
ainda assim,
vazio
dilacerante
que não cabe em mim…
Sufoca a alma
como a notícia da meia centena de mortos na operação verão…
Desejo? Fantasia?
Pai ta on…
Hoje senti-dor
mas a terapia,
pareceu sem sentido…

Deivison Nkosi 14/03/24

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.