Categorias
PUBLICAÇÕES

REFLEXÕES

Mas vo Dizê o que se já foi tudo dito? Foi tudo visto, listo, quisto… E eu de tanto que querer ja tive/ Hoje nem sei mais o que querer! CLIQUE EM “REFLEXÕES” PARA ACESSAR OS TEXTOS

Faustino, D. M.,.Grandes BROTHERS (05/02/21): ACESSE AQUI

Faustino, D. M.,. O “livro dos mortos” e a relação entre o singular e o universal no Egito Antigo (03/06/2021) ACESSE AQUI

Faustino, D. M., NÃO é sobre a “antifa”, é sobre nós, patrício! (02/06/20)

Faustino, D. M., Epistemologias e metodologias negras, descoloniais e antirracistas. Porto Alegre, 2020. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>. ACESSE AQUI

Faustino, D. M., As vezes, a crítica à crítica da crítica é apenas, ausência de autocrítica: Sobre a realeza negra, a psicanálise e a crítica ao duplo narcisismo. (31/08/20)

Faustino, D. M., OS SIGNIFICADOS DE SER UM(A) INTELECTUAL NEGRO(A) (13/05/20)

Faustino, D. M., Marchar ou não marchar? Eis a questão. Blog pessoal Deivison Nkosi, Santo André. ACESSE AQUI (06/06/20)

Faustino, D. M., Reflexões indigestas sobre a cor da morte: as dimensões de classe e raça da violência contemporânea. In: Marisa Feffermann; Suzana Kalckmann; Deivison Faustino; Dennis de Oliveira; Raiani Cheregatto. (Org.). Interfaces do Genocídio no Brasil: raça, gênero e classe (temas em saúde coletiva 25). 1ed.São Paulo: Instituto de Saúde, 2019, v. 1, p. 141-157. ACESSE AQUI

Faustino, D. M., ESTAMOS PRESOS, BABACA!!! Sobre Lula, os ciclos históricos e o cárcere de nós mesmos (29/04/2019)

Faustino, D. M., A Crossroad, o Diabo e as encruzilhadas escorregadias da cultura (22/04/2019)

Faustino, D. M., Não é pelos franceses, é por você, mesmo! Sobre o porquê também deveríamos chorar a queima da Catedral (16/04/2019)

Faustino, D. M., Violência e sociedade: o racismo como estruturante da sociedade e da subjetividade do povo brasileiro. São Paulo, 2018. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>. ACESSE AQUI

Faustino, D. M., Racismo eugenia no pensamento conservador brasileiro: a proposta de povo em Renato Khel. São Paulo, 2018. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>. ACESSE AQUI

Faustino, D. M., introductory notes on ‘africana philosophy’ and lewis gordon’s postcolonial humanism. EntreLetras (Online), v. 9, p. 46-65, 2018. ACESSE AQUI.

FEFFERMANN, M. ;. ; Faustino, D. M.,; Et all. O genocídio no Brasil: uma questão complexa. São Paulo, 2018. (Prefácio, Pósfacio/Introdução)>.

Faustino, D. M., Sejamos honestos, as ruas são preciosas demais para abandoná-las aos perversos (2020). Blog pessoal Deivison Nkosi, Santo André. ACESSE AQUI

Faustino, D. M., Memórias de um MC: relatos de uma caminhada a partir do hip hop militante (2017)

A Série é o ópio do povo (2016)

VICH, FODEU! A ESQUERDA ESTÁ EM CRISE!!! Mas a foda ainda é o melhor maneira de alcançar o orgasmo (2016)

Faustino, D. M., A dignidade esfolada no asfalto: “nós” (os “cidadãos de bem”) e “eles” (os “outros”) na agenda de violência militarizada. Desmilitarização da polícia e da política: uma resposta que virá das ruas. 1ed.Uberlândia: Pueblo, 2015, v. 1, p. 72-104. ACESSE AQUI

Nonagésimo aniversário de Fanon – seleção de textos de e sobre Fanon (2015)

Je suis… hypocrite et sélective (2015)

Faustino, D. M., Sobre Cláudias e Adelaides: se “uma piada é só uma piada” porque não rimos do tombo da própria mãe? (21/04/2014)

Pan-africanismo, marxismo e as encruzilhadas nossas de cada dia (2014)

Apoio à Campanha Reaja ou será morto, Reaja ou será morta: por que marcharemos no dia 22 de agosto? (2013)

O Governo de São Paulo e a máfia do Metrô (2013)

Os crimes de maio e as manifestações de junho e o Amarildo: o extermínio nosso de cada dia (2013)

TAMBÉM ASSASSINA QUEM APONTA O REVOLVER!!! Por que o Senhor Atirou em mim? (2013)

bell hooks e as Intelectuais Negras (2013)

O Egito (KMT) e a história da perfumaria (2013)

O Encarceramento em massa e os aspectos raciais da exploração de classe no Brasil.(2013)

Heidegger e o Nazismo (por José Pablo Fenmann) (2012)

Reflexões sobre o perigo de uma história única (2012)

Introdução ao Estudo das civilizações Africanas (2011)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.